Pai e filha morrem após explosão de fábrica de fogos clandestina na PB

|

Segundo a polícia, corpos ficaram dilacerados. Vizinhos contaram que fábrica funcionava há bastante tempo.

Um pai e uma filha morreram na madrugada desta terça-feira (9) após uma explosão de uma fábrica clandestina de fogos de artifício na cidade de Belém , Brejo paraibano. De acordo com informações da polícia, testemunhas contaram que a explosão aconteceu após uma das vítimas ir até a fábrica que ficava próximo à casa onde moravam usando um candeeiro. Vizinhos disseram à polícia que fábrica funcionava "há bastante tempo", mas não souberam precisar quanto. O pai tinha 36 anos e a filha, 19 anos.

O cabo Lindomar Gonçalves, do 4º Pelotão de Polícia Militar de Belém afirmou ter ficado chocado com o que viu. "A cena era horrível. O couro cabeludo da garota ficou a cerca de 300 metros de onde aconteceu a explosão. Os corpos do pai e da filha ficaram dilacerados", afirmou o policial.

Ainda de acordo com o cabo, vizinhos disseram que sabiam do funcionamento da fábrica clandestina, mas afirmaram não ter denunciado com pena da família, que tinha como fonte de renda o funcionamento da fábrica. "Esse foi o erro do pessoal. No local, há outras casas. A tragédia poderia ter sido ainda maior. A sorte é que as casas não ficavam tão próximo assim", declarou Lindomar Gonçalves.

Algumas casas da vizinhança ficaram danificadas com a explosão. "Algumas delas estão com rachaduras e outras com o teto danificado", completou Lindomar Gonçalves. A polícia vai investigar o caso. Segundo a polícia, até as 8h peritos estavam no local colhendo dados da explosão.

Fonte G1/PB
Publicado por Gustavo. Nóbrega

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

 

No ar desde ©2006 Blog do Gustavo Nóbrega | Extrutura atual / Template Blue desenvolvido por TNB modificado por Net Serviços