Semarh discute a construção do Aterro Sanitário da Região Alto Oeste / Destino final será em Pau dos Ferros

|

Técnicos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), se reuniram nesta quinta-feira (08), com os membros do Consórcio Público de Saneamento Básico da Região do Alto oeste para discutirem o projeto técnico do sistema de aterro sanitário que será implantado na região.

Diversos Prefeitos, Vice-prefeitos, Secretários e Vereadores, Estiveram presentes na ocasião onde também foi discutida a aplicação dos investimentos para ações voltadas a questão dos Resíduos Sólidos. Os recursos para a construção do aterro da região Alto Oeste já estão assegurado através de um convênio com a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA). Esse convênio contempla também a construção do aterro da região do Seridó. São R$ 22 milhões, incluindo contrapartida do Governo Estadual.



Essa reunião também contou com a participação do representante da FUNASA, o engenheiro Alexandre Marcos que ressaltou a importância dos municípios providenciarem a legalização das áreas onde serão construídas as estações de transbordo e o Aterro. "Para a conclusão e aprovação desse projeto, as prefeituras precisam disponibilizar a titularidade das terras", disse Alexandre.

O sistema de aterro para destino final de lixo do Alto Oeste vai ser construído em Pau dos Ferros e contemplará 44 municípios da região. As estações de transbordo serão construídas nas cidades de Caraúbas, Umarizal, Apodi, Alexandria, José da Penha, Frutuoso Gomes, Patu e São Miguel.

As estações de transbordo serão construídas nas cidades que ficam distantes, mais de 30 Km, do local onde será o aterro em de Pau dos Ferros. Cada estação atenderá de 3 a 6 municípios vizinhos. Lá serão depositados todo lixo recolhido nessas cidades que depois será levado por um caminhão de maior porte até o Aterro Sanitário.

O Governo do Estado, através da Semarh, está articulando e apoiando os Municípios no que diz respeito à gestão de Resíduos Sólidos. De acordo com Sérgio Pinheiro, consultor técnico da Semarh, a criação de Consórcios Intermunicipais de Saneamento é uma iniciativa que auxilia às Prefeituras a resolverem a questão da destinação de seus lixos."O Consórcio facilita a implantação do sistema de aterro sanitário e assim o atendimento às exigências da lei que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos" ressaltou Sérgio.

Ainda nessa linha de atuação, a Semarh está licitando o Plano Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos da região do Vale do Açu e do Mato Grande. Em fase final de licitação se encontram os planos intermunicipais do Alto Oeste, Seridó e Agreste, além do Plano Estadual de Resíduos sólidos.

Publicado por Gustavo Nóbrega

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

 

No ar desde ©2006 Blog do Gustavo Nóbrega | Extrutura atual / Template Blue desenvolvido por TNB modificado por Net Serviços