Quedas de energia e desorganização marcam primeiro dia da 8ª Feira de Negócios do Seridó

|

Segundo as Vendas antecipadas dos 160 stands; expectativa de 30 mil pessoas nos três dias. Ou seja, a 8ª edição da Feira de Negócios do Seridó tinha tudo para ter uma abertura à altura do evento, se não fossem os contratempos e a desorganização em alguns setores. Durante o dia, a principal reclamação dos empresários que adquiriram espaços na Ilha de Santana era com relação à ausência de seguranças. Em alguns locais, até pequenos furtos foram registrados.

Mas, minutos antes do horário previsto para a abertura do evento, o que mais deixou empresários intrigados foi às constantes quedas de energia no local. Em menos de uma hora, nada menos do que em sete oportunidades a energia chegou a ser suspensa. A preocupação maior era dos expositores de produtos perecíveis, como picolés, sorvetes e doces. Para a empresária Cleide Nogueira, não há como justificar a desorganização, já que todos os stands foram vendidos com muita antecedência.

"Precisamos, inclusive como CDL nos reunirmos e avaliar se vale a pena continuar com esta feira, se essa desorganização continuar do mesmo jeito", disse. Com a ausência da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e do secretário de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, coube ao adjunto da pasta, Américo Maia abrir o evento. Até as 21 horas, ele ainda não tinha chegado na Ilha de Santana. Por telefone, monitorava se a energia no local já estava estabilizada.

Fonte:Marcos Dantas

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

 

No ar desde ©2006 Blog do Gustavo Nóbrega | Extrutura atual / Template Blue desenvolvido por TNB modificado por Net Serviços